Pular para o conteúdo principal

Jesus nos torna seus seguidores.1ªparte

Tema: Jesus nos torna seus seguidores. 1ªparte



Texto: Lucas. 14. 25-35

 Jesus nos torna seus seguidores. 1ª parte

           

  

         Quando você pensa num seguidor, ou melhor, uma pessoa dedicada por uma causa. Por exemplo, um torcedor de um time de futebol. Ele muitas vezes faz questão de acompanhar todas as partidas do seu time. Até ai tudo bem, mas também tem algumas pessoas que não querem nem torcer, muito menos ter um time de futebol.
          Será que só são torcedores de um time de futebol aqueles que acompanham o seu time no estádio ou na televisão todos os jogos?
            Claro que não!




             Os textos falam de pessoas que foram dadas há oportunidade de fazer a escolha.
            O evangelho vem a nós no dia de hoje e Jesus diz: Sê você não me amar mais do que  seus pais e a você mesmo você não é digno de mim, não podendo ser meu seguidor.
            Jesus não diz: ser você é meu seguidor vou te dar uma vida tranqüila você vai ter uma família perfeita, vai ter o carro do ano e muitas outras coisas. Isso é dito hoje, pelos homens
            O que Jesus quer dizer com amar menos os pais e a si mesmo? Ele  trata a cada um com de nós e a todos os seres humanos mostrando que o pecado domina a nossa vida, amar menos os nossos pais é natural em nós. Vemos filhos maltratando os pais e os pais maltratando os filhos. O ser humano muitas vezes cai nos vícios dessa vida, como drogas proibidas e licitas.
            Amar menos é isso que fazemos por natureza, e Jesus denuncia isso na nossa vida. O que Jesus quer dizer para nós é isso: vivam suas vidas, tendo a Ele como aquele que da vida plena, olhem para a palavra de Deus ela não tira nada de nós, pelo contrario, nos da o verdadeiro sentido para essa vida.
            Como seguir a Jesus nos dias de hoje! A palavra de Deus nos remete a nossa vida no mundo, ser um seguidor de Jesus hoje e sempre, é viver a vida que Ele preparou para cada um de nós. Ser um pai, ser uma mãe, ser um filho é aqui que somos seguidores de Jesus, no nosso estudo ou trabalho.
            E isso é Deus quem dá. Alguém já escolheu o pai que gostaria de ter, numa adoção é até possível fazer, mas sabemos que isso é uma exceção, ou melhor, é uma forma de amar ao próximo que Deus coloca diante de nós, no mais temos o que não escolhemos e isso vem de Deus.
            Ao que parece a multidão que estava seguindo a Jesus tinha o costume de começar e não terminar o que começaram a fazer.
            Dois  exemplos é dado por Jesus:  Um construtor e de um rei. Ambos têm que fazer um exame para ver se tem como chegar ao fim da caminhada. E Jesus finaliza falando do sal, que durante um tempo tem sabor e depois que perder o sabor  não é usado mais.
            Seguir a Jesus faz com que durante a nossa vida, somos conduzidos a fazer escolhas. Somos deixados numa saia justa, algumas pessoas chegam a pensar ou até falar: você não é cristão, como você faz isso. Tomar uma decisão aparentemente é isso que os textos bíblicos nos impõem. Ser ou ser um cristão.

 Luterana-religar: http://luterana-religar.blogspot.com.br/2014/11/um-manual-para-vida-boas-novas-voce-nao.html

Postagens mais visitadas deste blog

Educação em Lutero uma abordagem ainda para o século 21

            Neste trabalho estaremos analisando dois escritos de Lutero que constam nas Obras Selecionadas (v. 5): Aos conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs (1524) e Uma prédica de Martinho Lutero para que se mandem os filhos para a escola (1530). O objetivo deste trabalho é avaliar o desenvolvimento teológico de Lutero dentro do assunto “Educação” conforme esses escritos de épocas distintas. Após o estudo e comparação destes dois escritos não pude perceber um desenvolvimento teológico significativo em Lutero. Talvez isso se deva a proximidade da data e por estarem os dois escritos no período do “Lutero adulto” (ou seja, depois de 1519). Também é difícil analisar o desenvolvimento teológico de Lutero em um assunto que não é propriamente “teológico”.             Porém, essas obras são de suma importância para a cristandade e a história da educação. Percebemos nestes escritos o valor que Lutero dava à educação, principalmente como p

Reforma Hoje. Um olhar através dos tempos 1 parte.

Reforma Hoje. Um Olhar Através Dos Tempos 1 parte O texto abaixo é  extraído  de um artigo, numa cadeira de catecismo do S eminário   Concórdia  de São Leopoldo RS. Reforma Hoje. Gene Edward Veith      Através de quase todo o século XX, a maior questão teológica foi a chamada "Batalha pela Bíblia". Começando com o conflito entre modernistas e fundamentalistas, a igreja na América vem sendo agitada por uma divisão entre aqueles que acreditam que os ensinos da Bíblia devam ser julgados de acordo com as mais recentes tendências intelectuais e culturais e aqueles que crêem na iner-rância da Escritura. Ao longo de quase todo o século, teólogos liberais, armados com a metodologia crítico-histórica e o prestígio da classe intelectual, batalharam contra os evangélicos, que insistiam na realidade da inspiração divina e no evangelho sobrenatural.        Em meio às violências de cismas denominacionais, seminários para expurgo e divisões de igrejas, os modernist

Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo?

Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo?  Estado Islâmico, Islamismo, Maomé          Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo, fica sempre uma duvida até que ponto o ensino de uma religião pode influenciar o lado pecador do ser humano, ao ponto de não ter nenhum valor a vida de outro ser humano contrario as convicções religiosas. Já vimos na historia cidade e pessoas serem devastados por causa da fé. Vivemos dias em que a liberdade de ir e vir tão comum numa democracia serem motivos de prisões e o mundo assisti a tudo com conformismo.         O Islamismo já é a maior religião do mundo, com abrangência em vários países, uma infiltração silenciosa que causa medo a todos. Claro que uma pessoa não deve ser perseguida por causa de sua religião. Mas as guerras santas em nome de Alá, e as explicações e interpretações de Maomé, até que ponto é sagrada. Quando olhamos a fundo percebemos que no islamismo a figura de Jesus Cristo o filho de Deus aparece descrita, mas a sua o