Pular para o conteúdo principal

Nascer de novo, uma obra de Deus

Nascer de novo, uma obra de Deus


Nascer de novo
Luterano-religar:

No relato do Evangelho segundo João vemos o diálogo entre Nicodemos e Jesus, Nicodemos fazia parte do grupo dos fariseus, seita esta que procurava reconhecimento e mérito através da observância externa dos ritos e formas de piedade, tal como lavagens cerimoniais, jejuns, orações, e esmolas, e ainda orgulhavam-se em suas boas obras.

Estes mantinham de forma persistente a fé na existência de anjos bons e maus, e na vinda do Messias; e tinham esperança de que os mortos, após uma experiência preliminar de recompensa ou penalidade no Hades, seriam novamente chamados a vida por ele, e seriam recompensados, cada um de acordo com suas obras individuais.

Em oposição à dominação da família Herodes e do governo romano, eles de forma decisiva sustentavam a teocracia e a causa do seu país, e tinham grande influência entre o povo comum. De acordo com um famoso historiador chamado Josefo, eram mais de 6000. Eram inimigos amargos de Jesus e sua causa; foram, por outro lado, duramente repreendidos por ele por causa da sua avareza, ambição, confiança vazia nas obras externas, e aparência de piedade a fim de ganhar popularidade.

Nota-se que então que o fato de Nicodemos ir falar com Jesus era algo no mínimo estranho, pois então Nicodemos o principal entre os fariseus, vai até Jesus e o saúda:  “ - Rabi nós sabemos que o senhor é um mestre que Deus enviou, pois ninguém pode fazer esses milagres se Deus não estiver com ele. Um dos que odiava Jesus o chamando de mestre, o que estaria por trás dessa súbita adoração ou admiração a Jesus? Será que Nicodemos queria testar Jesus? Ou talvez tornar-se seu seguidor? Muito improvável a segunda opção. O que nos interessa é que Jesus responde a todos os seus questionamentos, e de forma sutil vai ensinando aquele fariseu que seu modo de viver não é conforme a vontade de Deus e lhe falta algo: nascer de novo.

A resposta dada por Jesus deixa Nicodemos inquieto, ele não entende a mensagem que o Salvador esta passando para ele, ali frente a frente. Cristo responde: “—Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo”.

Como isso é possível nascer de novo, e que Reino de Deus é esse? Nicodemos tinha uma visão bem diferente da que Cristo estava querendo passar, mas era essa a intenção de Cristo provocar à dúvida na cabeça de Nicodemos, fazê-lo pensar um pouco em seus atos e em sua vida como fariseu sempre contrário a mensagem de Cristo.

E a resposta foi imediata, Nicodemos usa de sua razão para tentar decifrar do que Jesus estava falando, logicamente não era esse nascer de novo do qual Jesus estava falando, sendo que isso é impossível como constatado por Nicodemos. O nascer do qual Cristo estava falando era o nascer pelo lavar regenerador do batismo, assim como Cristo foi batizado no Rio Jordão para mostrar para o povo da importância e da eficácia do batizar, Nicodemos deveria se despir de seus conceitos e de sua religiosidade para aceitar a Cristo e a seu reino através da água e da palavra, coisa que seria muito difícil, praticamente impossível.

Nicodemos era contrário aos ensinamentos de Jesus e toda a sua obra em favor dos pecadores, ele era apegado a dogmas e ritos que não edificavam em nada seu modo de agir diante de Deus, os fariseus faziam de tudo para parecerem caridosos e exemplos diante do povo, mas, não passavam de hipócritas que buscam a glória e o reconhecimento desse mundo.

Cristo conhecia a vida dos fariseus, seus defeitos, fraquezas e a aversão que estes tinham contra Ele, mas nem por isso os renegou, pelo contrário, Jesus sempre falava a estes os ensinando e os advertidos duramente mesmo que não suprisse muito efeito, sua missão era sua levar o Evangelho a todos os cantos e a todos os povos, inclusive os fariseus que eram pecadores.

fariseus seguiam Jesus por todos os lados, porém de longe, só esperando uma oportunidade para acusá-lo, Cristo fala palavras duras para Nicodemos: “Por isso não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo”. (João 3.7 NTLH). Cristo insiste muito no nascer da água e do Espírito e por quê? Algum de vocês imagina a resposta?

Nós que fomos lavados de nossos pecados no batismo, renegamos e afogamos o velho homem (nossa carne) que insiste em fazer o mau e ir contra a vontade de Deus, e é isso que Cristo estava querendo mostrar para Nicodemos, que sua vida estava totalmente fora dos padrões de Deus, mas que era possível mudar essa situação bastava ele querer.

Postagens mais visitadas deste blog

Sábado Santo

"Durante o Sábado santo a Igreja permanece junto ao sepulcro do Senhor, meditando sua paixão e sua morte,  sua descida à mansão dos mortos e esperando na oração e no jejum sua ressurreição   (Circ 73). No  dia do silêncio  a comunidade cristã vela junto ao sepulcro.  Calam os sinos e os instrumentos. É ensaiado o aleluia, mas em voz baixa. É o dia para aprofundar. Para contemplar. O altar está despojado. O sacrário aberto e vazio . O Sábado é o dia em que experimentamos o vazio. Se a fé, ungida de esperança, não visse no horizonte último desta realidade, cairíamos no desalento: "nós o experimentávamos…", diziam os discípulos de Emaús. É um dia de meditação e silêncio. Mas não é um dia vazio em que "não acontece nada". Nem uma duplicação da Sexta-feira. A grande lição é esta: Cristo está no sepulcro, desceu à mansão dos mortos, ao mais profundo em que pode ir uma pessoa. E junto a Ele, como sua Mãe Maria, está a Igreja, a esposa. Calada, como ele. O

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar.

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar. Os termos “luterano significado”” Reforma Luterana”, para entender temos que olhar para o passado, no século XVI, devido a divisão na Alemanha entre Católicos e Protestantes, claro que o fator da divisão foi doutrinário, como podemos observar na Dieta de Worms . Termos como Luteranismo, As confissões Luteranas, Livro de Concórdia de1580 , Igreja Evangélica Luterana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, são retiradas desta divisão doutrinária. A religião luterana no Brasil está a mais de 100 anos, dívida entre duas igrejas herdeiras dessa reforma, há Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), http://www.ielb.org.br/home/ , e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), http://www.luteranos.com.br/ . Marca do Luteranismo é a educação, mesmo aqui no Brasil, basta fazer uma busca com os termos “ luterano ferraz ”, “ luterano analia franco ”, “ ULBRA ”, “ Colégio Concórdia ”, “ instit

Paulo Santana - Novidade teratológica

https://encrypted-tbn3.google.com/ images?q=tbn:ANd9GcSDhr2bCt0N9gm wQgyFSuchQ996PizcsStMUB5I5irC5xroUkt- * Texto publicado na página 47 de Zero Hora desta quinta-feira (23) Desculpem, mas não existe assunto melhor do que este: em São Sepé, esta semana, um cão que tem no sangue a mistura de pitbull com rottweiler botou para fora de casa uma família inteira, depois que a proprietária foi ameaçada por ele e conseguiu fechar a porta da casa e fugir do lar. Isto apenas uma semana depois que um cão, também uma cruza de pitbull com rottweiler, matou a dentadas um menino em Capão da Canoa. Eu pergunto: o que tem na cabeça uma pessoa que cruza pitbull com rottweiler? O que tem na cabeça? Sei bem o que pensa. Pensa que tem uma arma mortífera em casa, mas quer uma arma mais mortífera ainda. E cruza as duas raças, revelando uma megalomania incrível, autodotando-se de um superpoder. Teratologia (monstruosidade) pura. Informa-me o Cyro Silveira Martins Filho que os pitbulls são descendente