Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

O BATISMO NO TERCEIRO SÉCULO

O BATISMO NO TERCEIRO SÉCULO No terceiro século, as especulações sobre o batismo giram em torno de sua função, até então universalmente aceita como meio de concessão do Espírito. O batismo de crianças era agora comum, e esse fato, junto com a rápida expansão do número de membros da igreja, fez com que os bispos delegassem cada vez mais a ministração dos sacramentos aos presbíteros. Como vimos, a existência de dissidentes levantou o problema do novo batismo deles ao se unirem à igreja. Conseqüentemente, crescia a importância dos ritos subsidiários associados ao batismo — crisma, ou unção com o sinal da cruz, e imposição de mãos. Observamos uma tendência de limitar o efeito do batismo em si à remissão de pecados e à regeneração e de vincular a dádiva do Espírito a esses outros ritos. Examinemos em primeiro lugar, o Oriente, onde idéias conservadoras persistiram mais tempo. Clemente de Alexandria declara [1]  que o batismo oferece regeneração, iluminação, filiação divin

Ciência, bíblia - aula de teologia. Ciência e Deus, contradição?

Ciência e Deus Ciência, bíblia - aula de teologia. Ciência e Deus, contradição?   Ciência, bíblia - aula de teologia. Ciência e Deus, contradição?Não rejeito a ciência quando entra em conflito com a teologia, ela é grande para abraça-lá. Há revista Scientific American de 2004 apresenta um artigo que  propõem  que principio do universo não foi o Big Bang, o autor sugere uma teoria que remonta antes do Big Bang, uma teoria chamada de teoria das cordas. A ciência expande o nosso conhecimento do universo. Quando olhamos o texto bíblico o mesmo fala do universo louvando a Deus, isso parece estranho para muitas pessoas também. Quando perguntamos por exemplo onde estão os céus, onde moram os anjos? Onde estão as  águas  acima dos céus? O que a ciência no mundo moderno faz é falar do criador! É verdade que muitos tem abandonado a  ideia  de Deus, preferindo olhar para o universo simplesmente pelo olhos da ciência usando  princípios   científicos   mensuráveis  e observáveis. Por aba

Iniciando a semana orando!!

Amoroso Pai Celestial estou diante de mais uma semana quantos desafios está a minha frente e muitas vezes tenho medo ou insegurança por isso me coloco em tuas mãos poderosas na certeza que vou alcançar os meus objetivos quantas pessoas não conhecem a Ti e nem confiam em Ti e dessa forma, não sabem a quem recorrer obrigado, Pai amoroso por ter me dado este beneficio olhes também por esses que não conhecem a Ti alimenta o corações deles com a tua poderosa palavra que o amor e perdão passem a fazer parte da vida deles isto eu te peço em nome de Jesus. Amém.

Terremoto na China em Sichuan de 6,6 graus deixa pelos menos 157 mortos e 5700 feridos.

         Este terremoto alcançou a magnitude 6,6 deixou pelo menos 156 mortos e mais de 5 mil feridos na província de Sichuan, região central da China. O sismo foi registrado a 13 quilômetros de profundidade, às 8h 02 (21hv02 de Brasília), e seu epicentro foi situado a 51 quilômetros de Lingqiong, de acordo com o Serviço Geológico Americano. Esta mesma área foi atingida em 2008 e nesta ocasião deixou mais de 70 mil mortes.     Foram destacados mais de 6.000 soldados do Exército de Libertação Popular, à região afetada para participar dos trabalhos de resgate e auxílio às vítimas, informou a divisão militar de Chengdu, a capital de Sichuan. 20.abr.2013 - Imagem aérea, de casas no vilarejo da província de Sichuan, no sudoeste do China, ficaram danificadas e derrubadas após forte tremor de terra, de magnitude 6,6, ocorrido na região. Segundo as autoridades chinesas, mais de cem de pessoas morreram e milhares ficaram feridas no desastre  China Daily/Reuters. Oremos: P

O "ficar" na adolescência

Dentre os vários tipos de relacionamento afetivo o ‘ficar’, sem dúvida, é o mais expressivo da cultura adolescente na atualidade. A expressão é bastante utilizada e já ganhou notoriedade. Embora designe um tipo de relacionamento também presente em outras faixas etárias, consagrou-se como um relacionamento próprio dos jovens. Embora a palavra “ficar” tenha o sentido genérico de parada e permanência, sugerindo uma certa fixação em algum lugar, seu uso pelos adolescentes, ao contrário, designa um relacionamento episódico e ocasional, na maioria das vezes com a duração de apenas algumas horas ao longo de uma noitada de festa e diversão. A prática mais comum envolve beijos, abraços e carinhos. Outra característica importante é que o “ficar” não implica compromissos futuros e é visto como um relacionamento passageiro, fortuito, superficial, sem maiores conseqüências ou envolvimentos profundos. É um relacionamento bastante popular entre os adolescentes. A maioria o conhece ou já te

A adolescência

Mais do que outras idades da vida, a adolescência passou a ser reconhecida e representada como um período de forte presença das chamadas “influências sociais” no  funcionamento psicológico e na constituição do sujeito. As figurações sobre o adolescente e a adolescência aludem, freqüentemente, e não é de hoje, a conflitos com o mundo, com os pais e com os adultos. Imagens de rebeldia, inconformismo, idealismo, vanguardismo, mudança, revolução e tantas outras alusivas a confrontos e ao espírito de transformação do mundo estiveram bastante associadas a esse período da vida. Aliás, tais imagens foram exaustivamente utilizadas para a instituição dessa fase da vida como um período singular, diferenciado dos demais e altamente valorizado. A adolescência, sobretudo no século XX, foi elevada como representante e expressão máxima da juventude, da potência, da beleza, da liberdade, do gozo, do espírito crítico e contestador, do progresso, da disposição para a mudança e de tantos outros

"O Messias" de Georg Friedrich Handel, completo, varias apresentações

Messias Freqüentemente nos referimos ao oratório como O Messias, contudo, Handel o denominava apenas de Messias . O objetivo dele não era tratar especificamente sobre Jesus Cristo, O Messias (como fez Bach em suas paixões), mas ainda que haja referências em recitativos e árias, Handel intencionou exaltar o Deus do Antigo Testamento: Intencionalmente, o oratório não apresenta a vida e Paixão de Jesus, mas a contemplação épica e lírica da idéia da redenção cristã... a deidade que finalmente emerge deste grande trabalho é o triunfante Deus do Antigo Testamento a quem Handel freqüentemente louvava em seus oratórios, e não a Cristo, o Redentor, a quem ele tão magnificentemente evoca em uma de suas árias - e isto à despeito do fato de que o Messias é essencialmente uma homenagem à redenção... (Paul Henry Lang, George Frideric Handel, pp. 342 e 343). Handel escreveu este oratório para quatro solistas (soprano, contralto, tenor e baixo) que não cantavam com o coro - Muitos coros

Preservando a Unidade do espírito no vínculo da paz

            O autor Gottfried Brakemeier, neste terceiro capítulo de seu livro Preservando a Unidade do espírito no vínculo da paz , tende a nos alertar que nosso contexto religioso não é uniforme e onde só se observa a presença de um dos grandes “ismos”. Já que aqui presenciamos, segundo ele, em grande escala a presença do Cristianismo, mas, junto a este, nas últimas décadas tem surgido seguidores do Judaísmo, Budismo, Islamismo, entre outras. E então nos perguntamos: Diante desta variedade de religiões, denominações, seitas e movimentos; podemos fazer uma parceria em prol do “anuncio do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo”?             Como tenho iniciado por este lado, quero trazer as definições que ele faz de cada uma destas categorias: Igrejas : É uma instituição, ultrapassando os limites de uma comunidade local e naturalmente a de um movimento fugaz. São constituídas como “associações religiosas”, dando expressão e espaço para a vivência da “comunhão

Assista Explosão na maratona de Boston

Muitos  espectadores foram levados para os hospitais da região e a polícia local descobriu um terceiro artefato nas vizinhanças da linha de chegada. Parece que não existe um número exato de vítimas. O FBI está no local para limpar a área e fazendo uma varredura procurando mais bombas. As redes de telefones fixos e móveis da cidade estão congestionadas, mas a AP afirma que no escritório da agência, é possível fazer ligação.

O CAMINHO DA CRUZ: JESUS PREDIZ SUA MORTE E RESSURREIÇÃO

Após a confissão de Pedro entramos na segunda seção, ou, segundo ato do drama do livro de Marcos. Conforme Hooker:           Ora, uma coisa intrigante em Marcos é a existência de um momento decisivo muito claro na narrativa, no meio do livro, na cena que ocorre perto de Cesaréia de Felipe, quando Pedro identifica Jesus como Messias. A partir daí, a natureza da narrativa muda de forma dramática [...]O momento do reconhecimento em Cesaréia de Felipe introduz um novo tema que domina a segunda metade do Evangelho: a inevitabilidade da cruz [1] (1997, p. 16).                 Segundo Hooker, nesse “segundo ato” a história muda de forma dramática e o novo tema que se nos apresenta é a caminhada de Jesus para a cruz. É interessante notar que após a confissão de Pedro, o tema subseqüente é Jesus predizendo sua morte e ressurreição (Mc 8.31), algo que vai ocorrer outras vezes nesse Evangelho.             Para Delorme, não há aqui uma mudança de cenário, mas sim um novo ens