Pular para o conteúdo principal

Fazendo anotações sobre o ensino ético de Paulo em Gálatas

http://skoob.s3.amazonaws.com/livros/115812/
A_EPISTOLA_AOS_GALATAS_1279381069P.jpg


Como fazer anotações sobre o ensino ético de Paulo em Gálatas

 Como fazer anotações sobre o ensino ético de Paulo em Gálatas é na verdade uma analise sobre a epístola de Gálatas, os pontos foram extraídos da obra abaixo dessa analise.

Como fazer anotações 1ª parte.  A função das exortações em Gl 5.13-6.10
         “Paulo escreveu esta passagem desse jeito porque seus argumentos e suas instruções eram relevantes para aquela situação de crise na Galácia e tinham importância com vistas à solução do problema”. (217)
         “Nossa conclusão [no livro] questiona a existência de qualquer indício de tendências antinomistas (Schmithals) ou flagrante desvio de conduta (Betz) entre os gálatas”. (218)
         “Paulo garante aos gálatas que o Espírito, ao invés de encorajar, vai combater o mal na forma da ‘carne’ e seus desejos”.  (219)

Como fazer anotações 2ª parte.  Parênese paulina e o uso de material tradicional
         Em Paulo, “uma exortação ‘geral’ pode ser dirigida ou aplicada a uma necessidade específica, ao passo que um mandamento ‘específico’ pode ser aplicado universalmente”. (221)
         Em Gl 5-6, Paulo não depende tanto assim da filosofia moral helenista quanto às vezes se afirma.  “Contudo, muitas de suas idéias (p.ex., o sustento dos que ensinam), muitos de seus tópicos (p.ex., semear e colher) e formatos (p.ex., listas de vícios e virtudes) não são originalidade dele. O que é singular em Paulo é a ênfase dentro desse material e o arranjo do mesmo, fortemente influenciados pela sua compreensão do evangelho e da necessidade dos gálatas”. (222)

Como fazer anotações 3ª parte.  As raízes teológicas da ética paulina
         A justificação não é uma doutrina moralmente estéril.  “… Paulo argumenta que a justificação pela fé em Cristo tem importantes implicações morais, as quais Pedro, erroneamente, ignorou em Antioquia, e os gálatas corriam o risco de esquecer”. (223)

Como fazer anotações 4ª parte.    Carne e Espírito na ética paulina
Paulo pode “usar a palavra sarx (“carne”) como um termo abrangente ou “conceito-chapéu”, e, ao advertir contra a ‘carne’, pode incluir várias coisas: uma advertência contra conduta libertina, uma advertência contra conduta anti-social, e uma advertência contra a observância da lei, que são vistas, todas elas, como manifestações daquilo que é ‘meramente humano’.” (228)

Como fazer anotações 5ª parte.    A natureza dos imperativos paulinos
“Embora Paulo nitidamente espere que os cristãos da Galácia sejam guiados pelo Espírito, isto não impede que ele explicite o que significa andar no Espírito e que dê instruções bem específicas neste particular. Isto mostra que, na mente de Paulo, não existe uma dicotomia fundamental entre o impulso ‘interno’ do Espírito e a instrução moral ‘externa’.” (229)
         “O amor pode ser o mais sublime dos imperativos, mas está longe de ser o único”. (230)

         “Ao resumir a moralidade cristã numa lista de ‘virtudes’ (o fruto do Espírito), Paulo dá considerável ênfase ao caráter do agente moral, ao invés de, por exemplo, enfatizar a enumeração de seus deveres.  .... ele se preocupa com a demonstração de caráter ético, e não apenas com a observância de um conjunto de deveres”. (231)


Obra consultada: (Extraídas de John M. G. Barclay, Obeying the Truth: Paul´s Ethics in Galatians.
Fortress Press, 1991.)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação em Lutero uma abordagem ainda para o século 21

            Neste trabalho estaremos analisando dois escritos de Lutero que constam nas Obras Selecionadas (v. 5): Aos conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs (1524) e Uma prédica de Martinho Lutero para que se mandem os filhos para a escola (1530). O objetivo deste trabalho é avaliar o desenvolvimento teológico de Lutero dentro do assunto “Educação” conforme esses escritos de épocas distintas. Após o estudo e comparação destes dois escritos não pude perceber um desenvolvimento teológico significativo em Lutero. Talvez isso se deva a proximidade da data e por estarem os dois escritos no período do “Lutero adulto” (ou seja, depois de 1519). Também é difícil analisar o desenvolvimento teológico de Lutero em um assunto que não é propriamente “teológico”.             Porém, essas obras são de suma importância para a cristandade e a história da educação. Percebemos nestes escritos o valor que Lutero dava à educação, principalmente como p

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar.

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar. Os termos “luterano significado”” Reforma Luterana”, para entender temos que olhar para o passado, no século XVI, devido a divisão na Alemanha entre Católicos e Protestantes, claro que o fator da divisão foi doutrinário, como podemos observar na Dieta de Worms . Termos como Luteranismo, As confissões Luteranas, Livro de Concórdia de1580 , Igreja Evangélica Luterana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, são retiradas desta divisão doutrinária. A religião luterana no Brasil está a mais de 100 anos, dívida entre duas igrejas herdeiras dessa reforma, há Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), http://www.ielb.org.br/home/ , e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), http://www.luteranos.com.br/ . Marca do Luteranismo é a educação, mesmo aqui no Brasil, basta fazer uma busca com os termos “ luterano ferraz ”, “ luterano analia franco ”, “ ULBRA ”, “ Colégio Concórdia ”, “ instit

Reforma Hoje. Um olhar através dos tempos 1 parte.

Reforma Hoje. Um Olhar Através Dos Tempos 1 parte O texto abaixo é  extraído  de um artigo, numa cadeira de catecismo do S eminário   Concórdia  de São Leopoldo RS. Reforma Hoje. Gene Edward Veith      Através de quase todo o século XX, a maior questão teológica foi a chamada "Batalha pela Bíblia". Começando com o conflito entre modernistas e fundamentalistas, a igreja na América vem sendo agitada por uma divisão entre aqueles que acreditam que os ensinos da Bíblia devam ser julgados de acordo com as mais recentes tendências intelectuais e culturais e aqueles que crêem na iner-rância da Escritura. Ao longo de quase todo o século, teólogos liberais, armados com a metodologia crítico-histórica e o prestígio da classe intelectual, batalharam contra os evangélicos, que insistiam na realidade da inspiração divina e no evangelho sobrenatural.        Em meio às violências de cismas denominacionais, seminários para expurgo e divisões de igrejas, os modernist