Pular para o conteúdo principal

Casar e ter filhos são as coisas mais importantes que fazemos na vida


Casar


Poderíamos perguntar?
"O que levou você a casar com esta pessoa?" " Afinal por que você quer casar? Por que você não quer ficar solteiro (a)?" E, ainda: "Por que você quer casar com esta pessoa, e não com outra? 
Casar ou não casar?
A primeira reação das pessoas, quando estas questões são levantadas, é de embaraço. Não que as perguntas sejam inesperadas. Mas porque estas pessoas não têm boas respostas. Via de regra, é preciso muita discussão e introspecção para descobrirem porque querem casar, e porque com a pessoa que escolheram. A alta percentagem de divórcios pode muito bem ter sua causa no fato de não se pensar seriamente sobre estas questões.
Casar e ter filhos são duas das coisas mais importantes que fazemos na vida. Apesar disto, não há por parte da sociedade ou da lei qualquer exigência de um preparo anterior ao casamento e à paternidade. O número de bons cursos nesta área é quase zero. A quantia de pastores que fazem um bom trabalho de aconselhamento pré-matrimonial é insignificante se comparado ao número de casamentos realizados nas igrejas. Os livros, por outro lado, parecem enfatizar demais o aspecto sexual do casamento, esquecendo outros elementos importantes desse relacionamento.


Casar: Muitos acabam escolhendo a pessoa errada

Sem terem uma orientação adequada, as pessoas muitas vezes casam-se por motivos que não seriam motivos reais para casamento. Em conseqüência, acabam escolhendo a pessoa errada ou alguém incompatível consigo mesmas.
Existem muitos motivos errados para um casamento. Certamente, casar para fugir de um ambiente familiar ruim não será um firme alicerce para um bom relacionamento. Outras razões injustificáveis são o desejo de ascensão social ou econômica, atrativo físico apenas, o fato de que amigos e conhecidos estejam casando, medo de ficar solteiro (a), solucionar ou aliviar um problema, ou simplesmente estar apaixonado.

Namoro é um período para avaliar, comparar e analisar.

Namoro é a busca de um companheiro. Deus, em sua sábia criação, fez homem e mulher, os quais mutuamente se atraem que necessitam e completam-se um ao outro de forma tão perfeita como em nenhum outro relacionamento. Namoro, então, é um período para avaliar, comparar e analisar. É preciso perguntar-se: "Quais as necessidades que, uma vez supridas, me ajudariam a ser alguém mais realizado e produtivo?" E, por outro lado: "Quais as minhas potencialidades que, desenvolvidas e aplicadas, poderiam completar outra pessoa?" E, ainda: “Que tipo de pessoa é que, da melhor forma, preenche estes dois requisitos”.
A maior parte dos jovens não pensa ou age assim, muito menos nos primeiros anos de namoro.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sábado Santo

"Durante o Sábado santo a Igreja permanece junto ao sepulcro do Senhor, meditando sua paixão e sua morte,  sua descida à mansão dos mortos e esperando na oração e no jejum sua ressurreição   (Circ 73). No  dia do silêncio  a comunidade cristã vela junto ao sepulcro.  Calam os sinos e os instrumentos. É ensaiado o aleluia, mas em voz baixa. É o dia para aprofundar. Para contemplar. O altar está despojado. O sacrário aberto e vazio . O Sábado é o dia em que experimentamos o vazio. Se a fé, ungida de esperança, não visse no horizonte último desta realidade, cairíamos no desalento: "nós o experimentávamos…", diziam os discípulos de Emaús. É um dia de meditação e silêncio. Mas não é um dia vazio em que "não acontece nada". Nem uma duplicação da Sexta-feira. A grande lição é esta: Cristo está no sepulcro, desceu à mansão dos mortos, ao mais profundo em que pode ir uma pessoa. E junto a Ele, como sua Mãe Maria, está a Igreja, a esposa. Calada, como ele. O

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar.

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar. Os termos “luterano significado”” Reforma Luterana”, para entender temos que olhar para o passado, no século XVI, devido a divisão na Alemanha entre Católicos e Protestantes, claro que o fator da divisão foi doutrinário, como podemos observar na Dieta de Worms . Termos como Luteranismo, As confissões Luteranas, Livro de Concórdia de1580 , Igreja Evangélica Luterana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, são retiradas desta divisão doutrinária. A religião luterana no Brasil está a mais de 100 anos, dívida entre duas igrejas herdeiras dessa reforma, há Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), http://www.ielb.org.br/home/ , e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), http://www.luteranos.com.br/ . Marca do Luteranismo é a educação, mesmo aqui no Brasil, basta fazer uma busca com os termos “ luterano ferraz ”, “ luterano analia franco ”, “ ULBRA ”, “ Colégio Concórdia ”, “ instit

Paulo Santana - Novidade teratológica

https://encrypted-tbn3.google.com/ images?q=tbn:ANd9GcSDhr2bCt0N9gm wQgyFSuchQ996PizcsStMUB5I5irC5xroUkt- * Texto publicado na página 47 de Zero Hora desta quinta-feira (23) Desculpem, mas não existe assunto melhor do que este: em São Sepé, esta semana, um cão que tem no sangue a mistura de pitbull com rottweiler botou para fora de casa uma família inteira, depois que a proprietária foi ameaçada por ele e conseguiu fechar a porta da casa e fugir do lar. Isto apenas uma semana depois que um cão, também uma cruza de pitbull com rottweiler, matou a dentadas um menino em Capão da Canoa. Eu pergunto: o que tem na cabeça uma pessoa que cruza pitbull com rottweiler? O que tem na cabeça? Sei bem o que pensa. Pensa que tem uma arma mortífera em casa, mas quer uma arma mais mortífera ainda. E cruza as duas raças, revelando uma megalomania incrível, autodotando-se de um superpoder. Teratologia (monstruosidade) pura. Informa-me o Cyro Silveira Martins Filho que os pitbulls são descendente