Pular para o conteúdo principal

Casar e ter filhos são as coisas mais importantes que fazemos na vida


Casar


Poderíamos perguntar?
"O que levou você a casar com esta pessoa?" " Afinal por que você quer casar? Por que você não quer ficar solteiro (a)?" E, ainda: "Por que você quer casar com esta pessoa, e não com outra? 
Casar ou não casar?
A primeira reação das pessoas, quando estas questões são levantadas, é de embaraço. Não que as perguntas sejam inesperadas. Mas porque estas pessoas não têm boas respostas. Via de regra, é preciso muita discussão e introspecção para descobrirem porque querem casar, e porque com a pessoa que escolheram. A alta percentagem de divórcios pode muito bem ter sua causa no fato de não se pensar seriamente sobre estas questões.
Casar e ter filhos são duas das coisas mais importantes que fazemos na vida. Apesar disto, não há por parte da sociedade ou da lei qualquer exigência de um preparo anterior ao casamento e à paternidade. O número de bons cursos nesta área é quase zero. A quantia de pastores que fazem um bom trabalho de aconselhamento pré-matrimonial é insignificante se comparado ao número de casamentos realizados nas igrejas. Os livros, por outro lado, parecem enfatizar demais o aspecto sexual do casamento, esquecendo outros elementos importantes desse relacionamento.


Casar: Muitos acabam escolhendo a pessoa errada

Sem terem uma orientação adequada, as pessoas muitas vezes casam-se por motivos que não seriam motivos reais para casamento. Em conseqüência, acabam escolhendo a pessoa errada ou alguém incompatível consigo mesmas.
Existem muitos motivos errados para um casamento. Certamente, casar para fugir de um ambiente familiar ruim não será um firme alicerce para um bom relacionamento. Outras razões injustificáveis são o desejo de ascensão social ou econômica, atrativo físico apenas, o fato de que amigos e conhecidos estejam casando, medo de ficar solteiro (a), solucionar ou aliviar um problema, ou simplesmente estar apaixonado.

Namoro é um período para avaliar, comparar e analisar.

Namoro é a busca de um companheiro. Deus, em sua sábia criação, fez homem e mulher, os quais mutuamente se atraem que necessitam e completam-se um ao outro de forma tão perfeita como em nenhum outro relacionamento. Namoro, então, é um período para avaliar, comparar e analisar. É preciso perguntar-se: "Quais as necessidades que, uma vez supridas, me ajudariam a ser alguém mais realizado e produtivo?" E, por outro lado: "Quais as minhas potencialidades que, desenvolvidas e aplicadas, poderiam completar outra pessoa?" E, ainda: “Que tipo de pessoa é que, da melhor forma, preenche estes dois requisitos”.
A maior parte dos jovens não pensa ou age assim, muito menos nos primeiros anos de namoro.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação em Lutero uma abordagem ainda para o século 21

            Neste trabalho estaremos analisando dois escritos de Lutero que constam nas Obras Selecionadas (v. 5): Aos conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs (1524) e Uma prédica de Martinho Lutero para que se mandem os filhos para a escola (1530). O objetivo deste trabalho é avaliar o desenvolvimento teológico de Lutero dentro do assunto “Educação” conforme esses escritos de épocas distintas. Após o estudo e comparação destes dois escritos não pude perceber um desenvolvimento teológico significativo em Lutero. Talvez isso se deva a proximidade da data e por estarem os dois escritos no período do “Lutero adulto” (ou seja, depois de 1519). Também é difícil analisar o desenvolvimento teológico de Lutero em um assunto que não é propriamente “teológico”.             Porém, essas obras são de suma importância para a cristandade e a história da educação. Percebemos nestes escritos o valor que Lutero dava à educação, principalmente como p

Reforma Hoje. Um olhar através dos tempos 1 parte.

Reforma Hoje. Um Olhar Através Dos Tempos 1 parte O texto abaixo é  extraído  de um artigo, numa cadeira de catecismo do S eminário   Concórdia  de São Leopoldo RS. Reforma Hoje. Gene Edward Veith      Através de quase todo o século XX, a maior questão teológica foi a chamada "Batalha pela Bíblia". Começando com o conflito entre modernistas e fundamentalistas, a igreja na América vem sendo agitada por uma divisão entre aqueles que acreditam que os ensinos da Bíblia devam ser julgados de acordo com as mais recentes tendências intelectuais e culturais e aqueles que crêem na iner-rância da Escritura. Ao longo de quase todo o século, teólogos liberais, armados com a metodologia crítico-histórica e o prestígio da classe intelectual, batalharam contra os evangélicos, que insistiam na realidade da inspiração divina e no evangelho sobrenatural.        Em meio às violências de cismas denominacionais, seminários para expurgo e divisões de igrejas, os modernist

Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo?

Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo?  Estado Islâmico, Islamismo, Maomé          Estado Islâmico é o lado oculto do Islamismo, fica sempre uma duvida até que ponto o ensino de uma religião pode influenciar o lado pecador do ser humano, ao ponto de não ter nenhum valor a vida de outro ser humano contrario as convicções religiosas. Já vimos na historia cidade e pessoas serem devastados por causa da fé. Vivemos dias em que a liberdade de ir e vir tão comum numa democracia serem motivos de prisões e o mundo assisti a tudo com conformismo.         O Islamismo já é a maior religião do mundo, com abrangência em vários países, uma infiltração silenciosa que causa medo a todos. Claro que uma pessoa não deve ser perseguida por causa de sua religião. Mas as guerras santas em nome de Alá, e as explicações e interpretações de Maomé, até que ponto é sagrada. Quando olhamos a fundo percebemos que no islamismo a figura de Jesus Cristo o filho de Deus aparece descrita, mas a sua o