Pular para o conteúdo principal

Eleições 2014, uma leitura, Marina Silva

Eleições 2014, uma leitura, Marina Silva



Agora Marina Silva é candidata nas Eleições 2014.

Luterano-religar:
Mas infelizmente muita gente não está ligada nas eleições 2014 e muito menos nas pesquisas que estão acontecendo e quem é o provável eleito principalmente entre os candidatos a presidente em 2014.
Era uma peoa entre os candidatos, sendo que na última eleição presidencial se destacou e ficou em terceiro lugar, mas este ano, ela teve problemas na criação de seu próprio partido e de última hora se filiou ao PSB e apoiou a candidatura do ex-candidatos, Eduardo Campos, mas afirmou que não seria somente sua vice.
Enquanto isso, algumas pesquisas já foram feitas frente aos principais candidatos a presidência. Uma dessas pesquisas aconteceu agora e mostra este cenário, Dilma Rousseff (PT) tem 34% dos votos se disputasse com Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB). Se a eleição fosse hoje, Aécio teria 17% dos votos e Marine Silva, 34%.
Só para vermos a mudança neste período:
Uma pesquisa da CNT/MDA em fevereiro de 2014 analisou um cenário para as eleições de 2014 no caso de Marina Silva termos sido candidata nessas eleições e estivesse também Aécio Neves como candidato. Ficando assim este cenário, Dilma teria 40,7% dos votos e também venceria no primeiro turno.  Marina Silva teria 20,6% e Aécio, 15,1%; votos brancos e nulos somariam 14,9% e não sabiam ou não responderam foram 8,5%. Esta pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional do Transporte junto com o instituto MDA a fim de colocar o eleitor diante desta realidade.  A pesquisa até definiu os candidatos preferidos dos entrevistados. Dos entrevistados, 37,2% dos entrevistados querem uma forma de governar totalmente diferente; os 25% desejam continuar com a maioria das ações do governo atual; e 12% querem que algumas permaneçam, com algumas mudanças.
Conforme se observou, nas pesquisas atuais Marina ou Dilma ganham em relação aos candidatos homens, uma nova realidade na politica brasileira. Marina se mostra uma força política, nesta eleição vencendo no segundo turno com uma vantagem de 10%, conforme pesquisa apresentada no jornal nacional no dia 29/08/2014.

Luterano-religar conta um pouco da trajetória:

Marina queria ser freira, e sua avó dizia que para ser freira ela deveria saber ler. O desempenho nos estudos foi dinâmico e rápido. E sua formação foi complementada posteriormente com as pós-graduações em Teoria Psicanalítica (Universidade de Brasília) e em Psicopedagogia (Universidade Católica de Brasília).
Tendo quase 30 anos de vida pública, ela ganhou reconhecimento dentro e fora do país pela defesa da ética, do desenvolvimento sustentável e da valorização dos recursos naturais. Foi vereadora, deputada estadual e senadora – sempre eleita com votações recordes – Entre janeiro de 2003 e maio de 2008 esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente. Em cinco anos e quatro meses no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou a ser vista também como gestora competente.
Uma de suas conquistas foi o Plano de Ação para Prevenção e o Controle do Desmatamento da Amazônia Legal, coordenando o esforço integrado de 14 ministérios. Este projeto, diminuiu o ritmo de desmatamento da Amazônia em 57%, passando de 27 mil km² para 11 mil km² por ano. Em 2007, o jornal britânico “The Guardian” incluiu a então ministra entre as 50 pessoas que podem ajudar a salvar o planeta.
Na eleição de  2010, Marina Silva disputou a Presidência pelo PV, chapa que contava com o empresário Guilherme Leal como candidato a vice. Com o objetivo de  promover um acordo social no Brasil que integrasse avanços dos governos passados e apontasse para uma economia de baixo carbono

Precisamos avaliar bem cada candidato. Busque mais informação. Vote consciente na mudança necessária. Deus nos ajude.

Postagens mais visitadas deste blog

Educação em Lutero uma abordagem ainda para o século 21

            Neste trabalho estaremos analisando dois escritos de Lutero que constam nas Obras Selecionadas (v. 5): Aos conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs (1524) e Uma prédica de Martinho Lutero para que se mandem os filhos para a escola (1530). O objetivo deste trabalho é avaliar o desenvolvimento teológico de Lutero dentro do assunto “Educação” conforme esses escritos de épocas distintas. Após o estudo e comparação destes dois escritos não pude perceber um desenvolvimento teológico significativo em Lutero. Talvez isso se deva a proximidade da data e por estarem os dois escritos no período do “Lutero adulto” (ou seja, depois de 1519). Também é difícil analisar o desenvolvimento teológico de Lutero em um assunto que não é propriamente “teológico”.             Porém, essas obras são de suma importância para a cristandade e a história da educação. Percebemos nestes escritos o valor que Lutero dava à educação, principalmente como p

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar.

Luterano, Luterana significado, fácil de buscar. Os termos “luterano significado”” Reforma Luterana”, para entender temos que olhar para o passado, no século XVI, devido a divisão na Alemanha entre Católicos e Protestantes, claro que o fator da divisão foi doutrinário, como podemos observar na Dieta de Worms . Termos como Luteranismo, As confissões Luteranas, Livro de Concórdia de1580 , Igreja Evangélica Luterana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, são retiradas desta divisão doutrinária. A religião luterana no Brasil está a mais de 100 anos, dívida entre duas igrejas herdeiras dessa reforma, há Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), http://www.ielb.org.br/home/ , e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), http://www.luteranos.com.br/ . Marca do Luteranismo é a educação, mesmo aqui no Brasil, basta fazer uma busca com os termos “ luterano ferraz ”, “ luterano analia franco ”, “ ULBRA ”, “ Colégio Concórdia ”, “ instit

Reforma Hoje. Um olhar através dos tempos 1 parte.

Reforma Hoje. Um Olhar Através Dos Tempos 1 parte O texto abaixo é  extraído  de um artigo, numa cadeira de catecismo do S eminário   Concórdia  de São Leopoldo RS. Reforma Hoje. Gene Edward Veith      Através de quase todo o século XX, a maior questão teológica foi a chamada "Batalha pela Bíblia". Começando com o conflito entre modernistas e fundamentalistas, a igreja na América vem sendo agitada por uma divisão entre aqueles que acreditam que os ensinos da Bíblia devam ser julgados de acordo com as mais recentes tendências intelectuais e culturais e aqueles que crêem na iner-rância da Escritura. Ao longo de quase todo o século, teólogos liberais, armados com a metodologia crítico-histórica e o prestígio da classe intelectual, batalharam contra os evangélicos, que insistiam na realidade da inspiração divina e no evangelho sobrenatural.        Em meio às violências de cismas denominacionais, seminários para expurgo e divisões de igrejas, os modernist