Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Estudo pregação Sexto Domingo de Pentecostes. (Serie anual)

Estudo pregação Sexto Domingo de Pentecostes. (Serie anual) Textos: Sl 16; 1 Rs 19.11-21; 1Co 1.18-25 / 1Pe 3.8-15; Lc 5.1-11.   Este texto é do Sexto Domingo de Pentecostes, proposto pela serie anual. A categoria do mesmo é Evangelho, sendo que possui tanto lei quanto evangelho, assim como possui também santificação e justificação. O assunto geral do texto gira em torno do pescar gente, destacado no versículo dez. Três ênfases que podemos destacar. A primeira delas, o fato de num primeiro momento Simão não querer lançar as redes para pescar, no momento em que Jesus pediu para fazer. A segunda se dá no momento em que Simão, diante da grande pesca, reconhece que é pecador. A terceira e mais importante, se dá na seqüência, quando Jesus diz à Simão: “Não temas”. O objetivo geral do texto é mostrar, que Jesus é quem nos faz pescadores de gente, é Jesus que nos faz pregadores de sua Palavra, é para isso que Ele manda lançarmos as nossas redes. O propósito é chamar a atenção para a

Cuidar de si para depois cuidar do próximo no Ministério Pastoral

Cuidar de si para depois cuidar do próximo no Ministério Pastoral Projeto de pesquisa Cuidar de si Conforme as Escrituras, a figura do pastor e o próprio ministério do aconselhamento são dádivas de Deus para sua Igreja (Ef 4.11; Cl 3.15). Há, portanto, a possibilidade de grandes perdas em se deixar o pastor-conselheiro de lado em momentos tão cruciais do ciclo da vida. Então, é importante a busca da restauração da confiança no papel do pastor e do aconselhamento pastoral. Por causa de ações pouco ou mal refletidas é que muitos cristãos passaram a fugir de pastores, eles deixaram de ser vistos como homens sábios , cheios de palavras de aconselhamento para os momentos de grandes perplexidades da vida. Assim, pessoas passaram a fugir, escondendo-se até o ponto de procurarem outros conselhos, continuando, muitas vezes, a sofrer por estarem fora do conselho de Deus. O cerne da poimênica e do aconselhamento pastoral para as pessoas de nossos dias pode consistir em aj

Como viver a vida na perspectiva de Jesus, fácil ou difícil?

Viver a vida na perspectiva de Jesus, fácil ou difícil?   Texto: João 14.6 Jesus Cristo nos diz assim: “Eu sou o caminho, ( o único caminho) a verdade ( a única verdade) e a vida; ninguém vem ao Pai ( o desejo dos salvos), senão por mim” (João 14.6). Jesus se apresenta: “Eu sou...”. Ele fala dele mesmo. E para entendermos bem, vamos pensar sobre “caminho”, “verdade” e “vida”. Viver a vida é um desafio, Viver a vida é um presente. Será? Na vida percorremos muitos caminhos. Conhecemos estradas asfaltadas, que  servem para trafegar rapidamente e onde é perigoso parar. Há caminhos pedregosos, fácil de cair e se machucar, outros cheios de curvas onde o cuidado deve ser redobrado. Há caminhos largos e outros estreitos. Caminhos com as margens bem aparadas e outros onde o mato invade a estrada. Todo caminho, porém, leva a um lugar, a um determinado destino. Tudo isto nos lembra a nossa convivência com Jesus que é o caminho. Se Jesus diz que ele é o caminho, então ele nos orient